Mundo

Angola confirmou pelo menos 72 casos de microcefalia desde 2017, diz OMS

Publicado dia 21/10/2018 às 23h11min
A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que, entre fevereiro de 2017 e maio de 2018, ao menos 72 bebês nasceram com microcefalia em Angola.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que, entre fevereiro de 2017 e maio de 2018, ao menos 72 bebês nasceram com microcefalia em Angola. Segundo a agência Reuters, o relatório da entidade indica uma possível relação com um surto emergente de zika no país.

 

De acordo com o documento, a OMS confirmou dois casos de uma cepa perigosa do zika no início de 2017, assim como casos de microcefalia. Desde então, há "fortes evidências" da ligação entre os casos de microcefalia e o Zika.

 

O Ministério da Saúde, por sua vez, informou que havia registros de 41 casos de zika e 56 de microcefalia desde janeiro de 2017. Não há justificativa no relatório para a divergência dos dados.

 

"Provavelmente nem todos os casos de microcefalia podem ser atribuídos ao vírus da zika", pontuou o ministério, ao lista outras causas potenciais, como sífilis e rubéola.

Fonte: Canoa Notícias

Mais Populares



Fale Conosco

Centro Ubatã/BA
(73) 98168-2875 | (73) 98831-9390 | (73) 99860-9810
josueribeirocomunicador@hotmail.com